APÓS AGRESSÕES E AMEÇAS A DUAS MULHERES, TRAFICANTES SÃO PRESOS E GRANDE QUANTIDADE DE DROGAS APREENDIDAS

http://www.paracatunoar.com/wp-content/uploads/2018/06/drogas20062018.jpegAPÓS AGRESSÕES E AMEÇAS A DUAS MULHERES, TRAFICANTES SÃO PRESOS E GRANDE QUANTIDADE DE DROGAS APREENDIDAS





No dia 19Jun2018, por volta das 19h00min, os policiais militares solicitados por uma mulher de 22 anos de idade, compareceram à RUA EDUARDO PIMENTEL, BAIRRO CENTRO, onde ela relatou que na data de hoje havia sido agredida na RUA J, no BAIRRO SARAH KUBITSCHEK, por um homem e uma mulher.
Diante do exposto os policiais militares deslocaram até o local do fato com a vítima das agressões e sua genitora de 43 anos de idade, a qual relatou que também havia sido vítima de ameaça de morte pelo indivíduo agressor de sua filha.




A vítima relatou ainda que a casa localizada à RUA J, na qual moram os autores é de sua propriedade, sendo que no mês de janeiro do ano de 2018, a referida casa havia sido esbulhada (invadida) por eles, sendo este o motivo pelo qual veio a ser ameaçada de morte com os seguintes dizeres: “se você entrar nessa casa eu coloco fogo nela com você dentro e te mato”.
Os policiais militares obtiveram êxito em abordar a autora A. J. D. M de 23 anos de idade, sendo que nos fundos do imóvel foi observado pelas equipes que o autor da agressão havia empreendido fuga pulando o muro e evadido do local.




No instante em que os militares tentavam abordar o autor em fuga sentiram um forte odor característico de substância semelhante à maconha e observaram também que no interior da casa haviam três crianças, filhos da autora A. J. D. M, que inevitavelmente estavam expostas ao odor característico semelhante ao da fumaça da maconha.
Quando os militares entraram no imóvel com o intuito de assegurar a integridade física das crianças e averiguar a origem do odor semelhante ao da maconha que vinha do interior da casa, localizaram em cima de uma sapateira um pequeno resquício de substância de cor esverdeada e odor semelhante à maconha, também foi localizado uma bucha da mesma substância envolta em saco plástico e duas buchas de substância de cor esbranquiçada cujas características se assemelham ao da cocaína, todos em cima da sapateira.
Neste momento a autora A. J. D. M apresentou-se bastante nervosa e apreensiva, fixava seus olhos para uma abertura do forro de PVC, o qual fica acima da sapateira; a todo instante a autora dizia: “vocês já acharam a droga, agora vamos embora daqui, já sei que vou ser presa mesmo”.




Diante da fundada suspeita apresentada pela A. J. D. M de que no forro do quarto da residência ocultava algo que a deixava naquele estado de apreensão, os militares realizaram busca pelo forro e obtiveram êxito em localizar oito tabletes de substância esverdeada com odor característico ao da maconha, envoltos em sacos plásticos, além das outras buchas de drogas localizada em cima da sapateira, todas embaladas e prontas para serem comercializadas.
Próximo à sapateira também foi localizada a quantia de R$50,00 (CINQUENTA REAIS) em cédula, a qual também foi apreendida.
Nos fundos da residência foi localizado o indivíduo D. S. R, 18 anos de idade, o qual havia dado suporte na fuga do autor das agressões e suposto traficante. A autora A. J. D. M relatou que as drogas lhe pertencem e que sobrevive do tráfico.
Os autores A. J. D. M e D.S.R foram conduzidos com os materiais apreendidos até a Delegacia para o encerramento da ocorrência.

Fonte: Polícia Militar de Minas Gerais – PMMG



Comentários no Facebook