Bombeiros buscam formas de retirar corpo de sargento preso em tubulação de represa em Paracatu




Equipes colocaram terra para tentar fechar barragem e retirar corpo de sargento que está sendo sugado em represa de Paracatu (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Equipes colocaram terra para tentar fechar barragem e retirar corpo de sargento que está sendo sugado em represa de Paracatu (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Equipes do Corpo de Bombeiros seguem buscando formas de retirar o corpo do sargento Paulo Francisco Pereira Filho da represa de Boa Sorte, em Paracatu, no Noroeste de Minas. Ele morreu afogado na última quarta-feira (14)e o corpo está preso em uma tubulação.




O militar dos bombeiros realizava treinamento de mergulho quando foi sugado por um cano de sucção de aproximadamente oito polegadas. Trabalhos são feitos desde então para tentar retirar o corpo.

Nesta sexta-feira (16), equipes vão abrir novamente as barragens para tentar esvaziar totalmente a represa. Ainda de acordo com os bombeiros, o trabalho pode demorar aproximadamente três dias e a família do sargento já foi orientada.




Na quinta-feira (15), a princípio, o trabalho começou com drenagem de parte da água para tentar anular a pressão de sucção da represa para retirar o corpo. Contudo, como a quantidade de água não baixou o suficiente, os bombeiros informaram que durante a tarde foram usados maquinários para tentar fechar a barragem usando sacos cheios de toneladas de terra. Mas também não obteve sucesso.

Além de bombeiros e voluntários, comandantes dos batalhões da região e especialistas em mergulho e salvamento aquático trabalham no local.




Uma das medidas tomadas durante o resgate foi esvaziar a represa para diminuir sucção  (Foto: Thide Serafim/Arquivo Pessoal)

Uma das medidas tomadas durante o resgate foi esvaziar a represa para diminuir sucção (Foto: Thide Serafim/Arquivo Pessoal)

Entenda o caso

O sargento Paulo Francisco Pereira Filho morreu após se afogar na represa Boa Sorte, a 30 km da cidade, na tarde de quarta-feira (14). Conforme a ocorrência, ele foi sugado por um cano de aproximadamente oito polegadas.

Um soldado, que também estava em treinamento mergulhou e encontrou o militar com parte do corpo sendo sugado por um cano. Ele relatou aos militares que tentou puxar o sargento, mas não conseguiu vencer a força da sucção.

Segundo o major Ricardo Maresguia, será instaurado um inquérito para verificar a situação como ocorreu o acidente, em quais condições o local se encontrava e se era adequado para este tipo de atividade.




Sargento teve corpo sugado por tubulação durante treinamento em represa de Paracatu (Foto: G1)

Sargento teve corpo sugado por tubulação durante treinamento em represa de Paracatu (Foto: G1)

Fonte: G1.com

Comentários no Facebook