Formatura de Medicina vira pesadelo após calote em Paracatu

calote

Pais, professores e fornecedores se mobilizaram por formandos (Foto: Florence Dias/Arquivo Pessoal)

Às vésperas da formatura, uma turma de medicina de Paracatu, no noroeste do estado, foi surpreendida com a informação de que a empresa contratada para gerenciar as celebrações não havia repassado o dinheiro para os fornecedores.

“Nós estamos desesperados, fizemos Boletim de Ocorrência e tentamos contato com a empresa responsável pela assessoria de evento, porém não tinha muito o que fazer, porque ela relatou que não tinha o dinheiro”, disse a formanda Florence Dias Moreira.

O planejamento da comissão de formatura começou há três anos e previa quatro dias de festa, com início na quarta-feira (10). Um jantar com os pais dos formandos para iniciar as celebrações no primeiro dia, seguido por uma missa nesta quinta-feira (11), a colação na sexta (12) e o baile no sábado (13). Com a mobilização de pais, professores e até mesmo de alguns fornecedores, os formandos conseguiram promover nesta semana, de modo improvisado, o jantar e a missa.

“Na terça-feira (9) vimos que faltava parte do pagamento para os prestadores de serviços, como estrutura, decoração, buffet… E aí que percebemos que ela desviou o dinheiro. Juntamos pais e alunos para tentar ratear R$ 550 mil, que é o que está faltando. Nós estamos tentando fazer promissórias e arrecadar esse dinheiro. Muita gente se mobilizou, inclusive professores e ex-alunos estão nos ajudando”, contou Vinícius Guimarães Amaral, que está à frente da nova negociação.

 

Para ler a matéria na íntegra clique aqui 

Fonte: G1

Comentários no Facebook