Paracatu inaugura primeira cooperativa de fruticultura

 A COOPERFRUTA (Cooperativa dos Fruticultores da Agricultores Familiar do Noroeste de Minas Gerais) será apresentada para toda comunidade de Paracatu, poder público e representantes da iniciativa privada, na tarde do próximo dia 14 de outubro. No mesmo evento, a Cooperativa inaugura sua fábrica de polpa de frutas e irá realizar uma visita com os presentes à sua área de produção. Os recursos foram captados por meio do ReDes, programa realizado pelo Instituto Votorantim e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com apoio da Votorantim Metais, Votorantim Siderurgia e Prefeitura Municipal de Paracatu.

A constituição da COOPERFRUTA possibilitará que agricultores familiares deem vazão às suas produções, por meio da comercialização de suas frutas. Já a criação da fábrica de polpas irá permitir que os fruticultores beneficiem seus produtos, agregando a eles mais valor e competitividade. A iniciativa está alinhada com os conceitos de desenvolvimento local da Votorantim Metais, foco prioritário do investimento social da empresa, realizados nas suas regiões de atuação.

A Cooperativa concedeu a 20 cooperados um kit de produção, com um sistema de irrigação por gotejamento e materiais para o plantio, como sementes e adubos. Os integrantes, muitos com mais de dez anos de atuação, foram capacitados por meio de cursos realizados pelo ReDes, em parceria com a EMATER (Empresa de Assistência e Extensão Rural) e o SEBRAE (Serviço Brasileiro do Apoio às pequenas e micro empresas), para qualificarem sua produção. A COOPERFRUTA irá contar também com a consultoria especializada de um técnico agrícola e um agrônomo, que darão suporte aos produtores.

Os agricultores familiares que se interessarem em fazer parte da Cooperativa precisam apresentar a Declaração de Aptidão da Agricultura Familiar (DAP), documentos pessoais e cartão de produtor. “Oferecemos aos nossos cooperados suporte técnico e acompanhamento, garantindo a compra da sua produção pela fábrica de polpas”, afirma Alonso Brandão, coordenador da COOPERFRUTA. De acordo com ele, a instituição intermedia a compra coletiva para seus clientes, garantindo parcerias e descontos em capacitações técnicas, uma das premissas do cooperativismo. “Os nossos cooperados servem de exemplo para outros. Chamamos essa influência de ‘efeito vizinho’, quando um agricultor estimula seus pares a investirem no cooperativismo”, completa.

A fábrica conta com uma estrutura capaz de atender toda a produção dos cooperados; e irá comercializar as polpas de frutas para um diversificado mercado, como escolas, por meio do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), indústrias, supermercados, padarias, lanchonetes e consumidores finais. A partir da conquista do SIF – Serviço de Inspeção Federal – a Cooperativa também poderá vender seus produtos para outros nichos, ultrapassando o mercado local e atingindo clientes em todo o Brasil. “Dentro da linha da agricultura familiar, teremos um diferencial competitivo na aquisição do SIF. Estaremos capacitados para atender a todos”, enfatiza Expedito Rezende, presidente da COOPERFRUTA.

De acordo com Caroline Rodrigues, Secretária Municipal de Agricultura de Paracatu, a fábrica de polpa de frutas é uma importante alternativa de renda para os agricultores familiares da região. “A fábrica terá um papel significativo para a melhoria da vida do produtor rural e para Paracatu em vários sentidos. Além de ser mais uma importante alternativa de renda para os agricultores familiares, a COOPERFRUTA irá contribuir para a qualificação de mão de obra no município”, afirma.

Os agricultores darão prioridade ao cultivo de frutas de melhor adaptação ao clima do noroeste mineiro, maior aceitação de mercado, fácil manejo e alto rendimento, como maracujá, acerola e goiaba. Essas culturas também favorecem o trabalho do agricultor familiar: a colheita é simples e melhor realizada pela mão de obra familiar. No caso da produção de maracujá, por exemplo, a polinização manual aumenta em 40% a produtividade. “Na agricultura familiar, um hectare absorve quatro pessoas em todo ano, que conseguem realizar um trabalho mais direcionado, com uma produção cuidadosa”, explica Expedito.

A criação da Cooperativa foi motivada por um diagnóstico que o Programa ReDes realizou em Paracatu, buscando entender, por meio de reuniões com o poder público, iniciativa privada, terceiro setor e representantes da sociedade civil, quais as vocações do município. Percebeu-se que um foco a ser trabalhado era a agricultura familiar e, então, entidades propuseram projetos para serem realizados com a verba do Programa. Além disso, a região noroeste de Minas Gerais se destaca no setor agrícola, na produção de soja, milho e hortifrutigranjeiro, entre outros.

A Associação Central de Comercialização os Agricultores Familiares (ACCAF), então, elaborou o projeto da Cooperativa, que passou pela validação do Programa ReDes, da Votorantim Metais, da Votorantim Siderurgia e de um conselho comunitário. Depois de aprovada, COOPERFRUTAS a tomar forma.

Por meio do programa ReDes, a Votorantim Metais, Votorantim Siderurgia e o Instituto Votorantim em parceria com o BNDES buscam potencializar as riquezas produtivas das regiões onde estão presentes, fomentando o empoderamento do cidadão como empreendedor e protagonista da própria história. “É um orgulho para a Votorantim Metais fazer parte da inauguração da primeira fábrica de fruticultura de Paracatu. A empresa apoia e investe em iniciativas que fomentam a cadeia produtiva do município, contribuindo para a valorização da agricultura familiar e para o aumento de renda dos produtores rurais”, pontua Júlio Rocha, gerente geral da Unidade Morro Agudo da Votorantim Metais.

Para Francisco De Assis Eustáquio De Almeida, gerente geral da Unidade Florestal da Votorantim Siderurgia, a inauguração da COOPERFRUTAS traz grande satisfação para a empresa. “É gratificante ver os primeiros frutos de uma das iniciativas mais importantes apoiadas pela empresa. Isto nos estimula a participar cada vez mais ativamente de projetos como este, complementa o gerente geral.”

Ano Internacional da Agricultura Familiar

A Onu declarou 2014 como Ano Internacional da Agricultura Familiar (AIAF 2014). A proposta do AIAF 2014 é promover uma ampla discussão e cooperação mundial para aumentar a conscientização e entendimento dos desafios que os pequenos agricultores enfrentam. O debate também pretende ajudar a identificar maneiras eficientes de apoiar a agricultura familiar.

A atividade representa uma oportunidade para impulsionar as economias locais, especialmente quando combinada a políticas específicas destinadas a promover a proteção social e o bem-estar das comunidades.

SERVIÇO

 Inauguração COOPERFRUTA

Data: 14 de outubro de 2014

Horário: 15h

Local: Rua Dom Helder Câmara, 67 – São João Evangelista – Bom Pastor – Paracatu/ MG

Comentários no Facebook