Estudante Paracatuense da Universidade Federal de Viçosa morre após passar mal durante aula

 (Reprodução Facebook)

O câmpus Rio Paranaíba, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), está de luto nesta terça-feira por causa da morte do estudante Bruno Gonçalves Dias, de 22 anos. No fim da tarde de segunda-feira, o aluno do terceiro período de sistemas de informação passou mal na sala de aula e foi amparado por colegas. Ele chegou a ser socorrido pela equipe médica da prefeitura da cidade, mas morreu depois de dar entrada no Hospital Municipal. De acordo com a assessoria da universidade, o jovem sofreu um mal súbito e os socorristas constataram uma parada cardiorrespiratória.

Os médicos tentaram reanimar Bruno por quase uma hora e vinte, porém não tiveram sucesso. Pelas redes sociais, professores e alunos da universidade reclamaram da demora no atendimento, mas a secretária de saúde de Rio Paranaíba, Raquel Borges Silva, informou que o procedimento ocorreu “dentro do esperado”. De acordo com Silva, o câmpus é um pouco afastado do Centro da cidade e assim que o hospital recebeu o chamado, uma ambulância saiu com o motorista, uma técnica em enfermagem e uma enfermeiro responsável pelo plantão.

Clique para ver comentários sobre o atendimento (Reprodução Facebook)

A informação inicial era de que Bruno teve uma crise convulsiva, no entanto quando a equipe chegou na universidade ele estava desacordado. Bruno foi levado para o hospital e segundo a secretária, o tempo entre a saída da ambulância e a entrada do estudante na unidade foi de 10 minutos. No hospital, Bruno foi entubado, recebeu atendimento de três médicos e de toda equipe de enfermagem na tentativa de reanimação.

O universitário é natural de Paracatu, Região Noroeste de Minas Gerais, cidade onde ocorrerá o velório e o enterro. Todas as atividades acadêmicas estão suspensas no câmpus nesta terça-feira. Colegas de Bruno viajaram para o velório. Uma equipe da universidade também acompanha e presta as condolências à família.

A UFV vai divulgar nota oficial sobre a morte do universitário na tarde desta terça. Segundo a instituição, a morte causou grande comoção em todo o câmpus onde estudam cerca de 2 mil alunos em 10 cursos de graduação e um de pós-graduação. Colegas de Bruno manifestaram o luto pelas redes sociais, com o selo em seus perfis.

As informações são do jornal EM.

Comentários no Facebook