Quilombolas de Paracatu participam de cerimônia alusiva ao Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra na capital federal

Nesta quarta- feira (21) saiu de Paracatu uma Caravana das Comunidades Quilombola de Paracatu: São Domingos, Porto Pontal, Amaros, Cercado e Machadinho; sobre as Coordenação de Euton Euzébio, Presidente da Comunidade Porto Pontal, e Edenilson Pereira Barbosa, Articulador das Comunidades Quilombola do Noroeste de Minas na Federação Mineira de Quilombola, no estado de Minas Gerais N’Golo.

Em cerimônia no Palácio do Planalto, Dilma Rousseff anunciou ações articuladas para a população quilombola, que incluem a desapropriação por interesse social dos territórios de 11 comunidades, expansão de oferta de água para grupos que vivem no semiárido e incentivos para a produção agrícola. Durante o discurso, a presidenta destacou a importância de se combinar ações afirmativas e políticas sociais.

“Fazer política social em nosso país significa atender a população que foi tradicionalmente afastada dos ganhos e das riquezas. Nós temos que combinar essa política ampla e social, como é o caso do Bolsa Família, do Brasil Sem Miséria, com políticas voltadas para ações afirmativas de raça e de gênero. As políticas quilombolas fazem parte das ações afirmativas, mas se completam com a política social que nós desenvolvemos no nosso país”, defendeu.

Entre as medidas de apoio à produção rural das comunidades quilombolas, estão o incentivo para compras do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e a criação do Selo Quilombos Brasil, que certifica a origem dos produtos. A presidenta também citou a política de cotas da universidade pública como uma importante política de afirmação. Ainda na educação, foi assinada a diretriz curricular para a educação quilombola, que valoriza a história das comunidades.

“Eu acredito que uma das grandes conquistas feitas pela sociedade brasileira, em termos de uma real complementação das políticas afirmativas, é a política de cotas da universidade pública. Do ponto de vista da construção desse país mais igual e menos discriminatório, para quilombolas ou para a população negra em geral, esta é uma das grandes conquistas de nosso país”, completou.

Veja a Íntegra do discurso ou ouça o discurso aqui.

Palavras de Edenilson Pereira Barbosa.

“Com essa mediada estamos garantindo nosso espaço se no Brasil Já somos reconhecidos, em Paracatu não vai ser diferente , vamos fazer de tudo para o que o próximo prefeito de Paracatu cumpra todas as diretrizes que nos dá o direito.Porque somos 5 comunidades na cidade e temos direitos diferenciados os quais não são cumpridos”.

Veja o discurso da Presidenta Dilma.

Confira as fotos:

Comentários no Facebook