Centro para recuperação de áreas degradadas que irá abranger Paracatu é implantado na UnB

O Centro de Referência em Conservação da Natureza e Recuperação de Áreas Degradadas (CR-ad) – um importante marco para a região do Médio São Francisco – foi inaugurado na última quarta (31), na Universidade de Brasília (UnB), na presença de representantes da Codevasf, do Ministério do Meio Ambiente (MMA), da Univasf e da própria UnB, entre outros. A atuação do CR-ad inclui regiões de Minas Gerais, especialmente o município de Paracatu, onde há módulos demonstrativos de recuperação de áreas degradadas que estão sendo implantados pelo centro.

Foto do projeto realizado em Paracatu

Após o ato de inauguração, os laboratórios, o auditório, os banheiros, a copa e as salas de apoio administrativo da nova unidade foram percorridos pela professora Carmen Regina Mendes de Araújo Correia, diretora administrativa do CR-ad/UnB, na companhia do secretário-executivo da Área de Revitalização, Carlos Henrique Marques, e do analista Camilo Cavalcante de Souza (AR/GSA/UCF).

A Codevasf apoiou a implantação do CR-ad por meio de um destaque orçamentário no valor de R$ 750 mil, cujos objetivos foram apoiar a construção da unidade, estabelecer modelos de recuperação, promover a capacitação e disseminar práticas de recuperação e desenvolvimento sustentável em parceria com o Instituto Estadual de Florestas do Estado de Minas Gerais, entre outras instituições (http://www.crad.unb.br/).

Além deste, outros dois Centros de Referências em Recuperação de Áreas Degradadas já foram criados com o apoio da Codevasf: o CR-ad/UFLA, em Arcos (MG) e o CR-ad/Univasf, em Petrolina (PE). A Codevasf também possui recursos empenhados e descentralizados para a implantação do CR-ad da UFMG (Minas), da UFAL (Alagoas) e da UFRPE (Pernambuco).

Fonte: Codevasf

Projeto de recuperação do Cradcerrado

Comentários no Facebook